ex-ministro da Fazenda e diplomata Rubens Ricupero debateu na noite da última quarta (14/4), durante o Foro Inteligência, as possíveis brechas para o Brasil garantir mais vacinas.

Segundo Ricupero, desde o início da pandemia o governo brasileiro minimizou o problema, hostilizou a Organização Mundial da Saúde (OMS), rejeitou e ironizou a vacina da Pfizer: “O Brasil usou e abusou do direito de errar. Não fosse o governo de São Paulo, ainda nem teríamos vacina. Foi uma iniciativa de um governo subnacional. Essa sucessão de erros não se corrige facilmente.”
 
O diplomata avaliou que, caso não haja uma mudança concreta na política externa, vai haver cada vez mais um isolamento do Brasil. Entretanto, o fato do país estar sendo visto como o pior do mundo a lidar com a crise, pode fazer com que os outros países ofereçam ajuda.



Programa Nacional de Desenvolvimento com Inclusão Social

O próximo webinar do Foro Inteligência será dia 28 de abril, às 19h, e terá palestras de Lena Lavinasprofessora titular do Instituto de Economia da Universidade Federal do Rio de Janeiro, e Tatiana Roqueprofessora do Instituto de Matemática da UFRJ e coordenadora do Fórum Ciência e Cultura da UFRJ.

O encontro abordará a perspectiva de um projeto de desenvolvimento nacional, a partir de características atuais do mundo do trabalho, que tende cada vez mais para automação e robotização. Mas também com muita ênfase no trabalho em cuidados que já é tradição na perspectiva de gênero ao refletir sobre o mercado de trabalho.

As inscrições estão abertas e são gratuitas. Participe!