Durante a pandemia, União e estados disputaram o poder para guiar as políticas sanitárias no país. O debate sobre a competência dos entes da federação se intensificou e ministros do STF se posicionaram contra o governo federal.
Em situações como essa, qual papel é esperado do Judiciário? A Suprema Corte deve atuar como Poder Moderador em crises graves? Quais consequências as decisões dos tribunais podem ter na estrutura regulatória do sistema de saúde brasileiro?

Nesse cenário caótico, a população fica refém das disputas políticas e jurídicas. Diante do direito à vacinação, até que ponto os tribunais devem interferir nas batalhas travadas no Executivo? 

Daniel Wei Liang Wang, professor de Direito da FGV/SP e doutor em Direito pela London School of Economics and Political Science, e Octávio Ferraz, professor de Direito, codiretor do Transnational Law Institute no King’s College de Londres e global fellow da FGV/SP, ajudarão a responder estes questionamentos.