“Vemos uma espécie de extrapolação das competências judiciais tradicionalmente reconhecidas nas cortes, dentro da separação de poderes”. A avaliação foi feita por Conrado Hübnerprofessor de Direito da USP, na última quarta, durante o Foro Inteligência.

Para ele, o STF está em uma escalada há alguns anos de uma crise de institucionalidade e de confiabilidade. Hübneracredita que a corte se deixou desgovernar do ponto de vista de procedimento, da conduta pública de juízes e se fez um tribunal muito frágil.

Confira no vídeo os principais momentos do debate sobre a Politização de Supremas Cortes.